fbpx

O que é Ser Feminista

O feminismo vem questionar atitudes e comportamentos retrógrados que limitam as mulheres no nosso dia a dia. Com pequenas atitudes, podemos mudar os pensamentos já ultrapassados e libertar meninas e mulheres de determinados tabus e regras que não contribuem para seu desenvolvimento na sociedade.

Se você não está convencida ainda, vamos mostrar que ninguém deve temer o feminismo e vamos explicar o que é ser feminista! Confira!

Feminismo NÃO é o contrário de machismo!

Muita gente se engana com o significado de feminismo. O feminismo defende a equidade entre mulheres e homens, um conceito bem parecido com o de igualdade. A equidade pretende equiparar mulheres aos homens por meio do empoderamento feminino, esta é a maneira ideal.

É aí que normalmente está a interpretação incorreta dobre o feminismo e o que acaba gerando confusões: isso não significa tira direitos ou diminuir o papel representativo dos homens. O feminismo acredita que tanto homens quanto mulheres devem ser vistos, percebidos e tratados da mesma forma dentro da sociedade e, para que isso aconteça, é necessário deixar as meninas e mulheres mais poderosas e independentes. Esse é o primeiro passo, fazer com que mulheres acreditem que podem e acreditem em outras mulheres!

Ser feminista é exercer a sororidade!

Já falamos aqui sobre esta palavrinha mágica do universo feminino, que pode fazer toda a diferença entre as mulheres. A sororidade pode ser resumida por mulheres unindo forças. Juntas somos mais fortes! Assim, o mundo feminino fica cada vez mais forte e empoderado.

A voz das mulheres precisa ser ouvida!

Muitas vezes, o que se diz sobre meninas e mulheres é retrógrado, determinando comportamentos e limitando sua participação na sociedade. É por isso que sua voz precisa ser ouvida, para questionar essas questões cotidianas e propor mudanças positivas.

Ser feminista é alterar padrões!

Ser feminista é questionar os padrões que existem a nossa volta, que foram criados e, portanto, podem ser alterados. O feminismo defende que cada um pode ser quem quiser, independente dos padrões estabelecidos, e que só cabe julgar a si mesmo. É uma forma de aceitação, de tolerância e de amor-próprio.

Questionar estes padrões é importante para entendermos que um mundo que tem mulheres empoderadas é um mundo melhor e mais produtivo!

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Enviar Mensagem
Precisa de Ajuda?
Olá,
Como Podemos Ajudar?